ALUMÍNIO PODE TRAZER COMPETITIVIDADE PARA A ARQUITETURA
Jornalista: 2013:06:06
A sala Cedro do Pavilhão de Exposições Imigrantes se transformou em uma autêntica sala de aula na tarde desta quarta-feira, durante a apresentação de Rui Oyamada, da Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural, ABECE, sobre Metodologia Construtiva de Pontes Estaiadas, no primeiro dia do Construction Congresso, que vai até sexta-feira, dia 7. Munido dos principais dados técnicos, croquis e fotografias, o representante da ABECE explicou à plateia os motivos que levaram os construtores a optar pelas diversas alternativas de construção para resolver os problemas específicos das obras mais relevantes deste tipo executadas no país.

A exposição técnica começou com a Ponte Orestes Quércia, que liga a avenida do Estado com a Rodovia Castelo Branco. Depois foi a vez do Viaduto Mário Covas, que liga a Imigrantes com a via Anchieta. A Passarela Metálica Estaiada Joaquim Falcão Macedo, projetada em arco, foi detidamente analisada. Destaque também para o Viaduto Cidade de Guarulhos, com vão lateral menor do que o vão de travessia. O especialista mostrou também as particularidades da Ponte Binacional Brasil/Bolívia e da Ponte sobre o Rio Tietê, em São Paulo.
Aproveite para visitar também:
Visite o Site Visite o Site
APOIO
Entidades

Mídia
Realização:
Local:
Sobratema - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração
Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 - Água Branca - CEP 05001-000 - São Paulo/SP - Tel. 11 3662-4159 - Fax. 11 3662-2192
sobratema@sobratema.org.br