CONSTRUÇÃO EM AÇO TRAZ ECONOMIA E ORGANIZAÇÃO NO CANTEIRO DE OBRAS
O seminário do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) no Construction Congresso – Edificações e Obras de Infraestrutura terá como tema Estruturas de Aço - Viabilidade Econômica da Concepção ao Pós Uso e será realizado no dia 6 de junho, a partir das 11h, na Sala Cedro.

O objetivo é mostrar que o sistema construtivo utilizando estruturas de aço proporciona viabilidade econômica já na etapa de concepção do projeto ao oferecer soluções para responder de forma adequada aos importantes desafios ambientais, sociais e econômicos relacionados ao empreendimento e até mesmo ao pós-uso. “Na busca pela sustentabilidade na construção civil é essencial considerarmos todo o ciclo de vida da edificação, desde a concepção até o final de sua vida útil”, afirma o gerente executivo do CBCA, Fernando Matos.

A decisão de qual é o sistema construtivo mais adequado, segundo Fernando, deve passar pela avaliação do maior número possível de aspectos representativos da obra. “A escolha de um sistema depende das necessidades da obra e das características de cada sistema. É com base nesses dois itens que a decisão deve ser tomada”, pondera.

O sistema em aço é rápido e tem menor impacto no canteiro em comparação à construção tradicional, uma vez que seus componentes saem da fábrica em direção à construção, dependendo apenas da montagem. “Em função da maior velocidade de execução da obra haverá ganho adicional pela ocupação antecipada do imóvel e pela rapidez no retorno do capital investido”, explica o gerente do CBCA, entidade gerida pelo Instituto Aço Brasil.

Outro benefício das construções que utilizam aço é o menor impacto sobre o meio ambiente, com redução do uso de energia, do consumo de matérias-primas e da geração de detritos. Os impactos no canteiro de obras em termos de resíduos, emissão de poeira, tráfego e ruídos sonoros também são menores. Com isso, há uma melhor organização do canteiro e a redução de desperdício de materiais. De acordo com Débora Oliveira, diretora do CBCA, as estruturas em aço consomem apenas 6,3% do ciclo de vida total da energia de uma residência, sendo o restante consumido para climatização e iluminação. “Uma casa de 200 m² com estrutura em aço gera apenas um metro cúbico de resíduos recicláveis durante a construção”, exemplifica.

Outro benefício do uso do aço na construção é a precisão das medidas, que facilita a inserção dos demais componentes da construção. Dependendo do sistema adotado pode atender aos mais variados tipos de terrenos com desníveis, evitando gastos com grandes movimentos de terra e aterros. Em grandes centros urbanos com altos índices de congestionamento e dificuldade de mobilidade permite menor movimentação de carga, auxiliando na redução de emissão de CO2.

Para Débora, as estruturas de aço e os sistemas industrializados complementares requerem menos transporte de entrada no canteiro de obras e quase nenhum transporte de saída e geram edifícios mais leves e com menor energia contida em sua massa total (energia necessária para gerar o edifício e suas partes), que são conceitos cada vez mais caros aos empreendimentos urbanos e às suas soluções tecnológicas.

No caso do tempo da obra, a diretora explica que a construção em aço pode levar a uma redução de até 40% nesse sentido, já que a fabricação da estrutura é feita em paralelo às fundações, permitindo trabalhar em diversas frentes de serviços simultaneamente. “A diminuição de formas e escoramentos e o fato da montagem da estrutura em aço ser menos afetada pela ocorrência de chuvas, quando comparada com estruturas moldadas in loco são outros fatores que contribuem para esta redução”, complementa.

Na visão de Débora, a estrutura em aço mostra-se especialmente indicada nos casos onde há necessidade de adaptações, ampliações, reformas e mudança de ocupação de edifícios, melhor aproveitamento do espaço interno e aumento da área útil. “A cultura da industrialização na construção é uma tendência em todos os segmentos. O mercado busca soluções que gerem maior produtividade”, finaliza.

Para se inscrever no seminário Estruturas de Aço - Viabilidade Econômica da Concepção ao Pós Uso é só acessar o site: http://www.constructioncongresso.com.br/index.php/programa/palestra/11
Aproveite para visitar também:
Visite o Site Visite o Site
APOIO
Entidades

Mídia
Realização:
Local:
Sobratema - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração
Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 - Água Branca - CEP 05001-000 - São Paulo/SP - Tel. 11 3662-4159 - Fax. 11 3662-2192
sobratema@sobratema.org.br